Comissão de Utentes dos Transportes de Lisboa promove protesto

Um dia de protesto por cada carruagem parada no Metro de Lisboa

Utentes do Metro de Lisboa estão em protesto: «20 carruagens paradas, 20 dias de luta!» é o lema da acção que se iniciou ontem, na estação de Arroios. Hoje vão estar no Campo Grande a partir das 16h30.

Uma das consequências das perturbações na circulação do Metro de Lisboa é o aumento dos intervalos entre os comboios, cada vez mais frequente
Uma das consequências das perturbações na circulação do Metro de Lisboa é o aumento dos intervalos entre os comboios, cada vez mais frequenteCréditos

As duas dezenas de carruagens do Metro de Lisboa deram o mote para que a Comissão de Utentes dos Transportes de Lisboa assinalem «20 dias de luta», numa volta pelas estações do metropolitano da capital.


A acção começou ontem, na estação de Arroios, onde dezenas de utentes protestaram contra as constantes perturbações na circulação. «Todos os dias quem vive, trabalha ou visita Lisboa é confrontado com problemas, falhas e interrupções na circulação. O jogo das "perturbações na linha" parece um jogo de azar viciado em que o utente perde sempre», refere a Comissão de Utentes.

Depois de Arroios, o protesto prossegue esta tarde, no Campo Grande, seguindo durante toda a semana nas estações do Marquês de Pombal, quarta-feira, do Areeiro, quinta-feira, e da Alameda, na sexta-feira.