|Escola Pública

Setúbal exige requalificação urgente da Secundária du Bocage

O Município sadino e a comunidade educativa alertam para o «elevado estado de degradação» da Escola Secundária du Bocage, com mais de 70 anos, e exigem uma intervenção urgente por parte do Governo.

Créditos / Mapio

A Câmara Municipal de Setúbal aprovou esta terça-feira, em reunião pública, uma moção para a realização de obras urgentes de requalificação da Escola Secundária du Bocage, associando-se a alunos, professores, funcionários não docentes, pais e encarregados de educação daquele estabelecimento de ensino. 

Em causa, refere a autarquia num comunicado, está a necessidade de suprir um conjunto de «problemas e patologias» identificados e apetrechar a escola com os «equipamentos e recursos indispensáveis à continuidade do percurso educativo que tem trilhado ao longo dos tempos».

Na moção aprovada no dia 1, a Câmara Municipal de Setúbal lembra que o edifício da escola, com mais de 70 anos, está há cerca de 20 sem obras de requalificação ou manutenção, colocando em risco a segurança de todas as pessoas que frequentam o estabelecimento.

«O antigo Liceu de Setúbal, instituição com mais de 160 anos de história, apresenta vários problemas estruturais, assim como evidentes sinais de degradação, nomeadamente ao nível da cobertura, que conduzem a infiltrações frequentes nas salas de aula, corredores e noutros espaços», lê-se na nota. 

À lista de preocupações somam-se as caixilharias em mau estado, balneários inadequados e «subdimensionados», mobiliário, equipamento e materiais «envelhecidos, obsoletos e insuficientes». 

Apesar de a Direcção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE) afirmar que não consegue «identificar um calendário para a realização das obras e a abrangência da intervenção», o Município vai reclamar junto do Governo «a necessidade de adoptar as medidas políticas e financeiras indispensáveis à urgente requalificação» do estabelecimento de ensino.

A Câmara Municipal de Setúbal alerta ainda para a falta de pessoal auxiliar, «com reflexos na limpeza das instalações, na vigilância de espaços, na segurança de alunos e no regular funcionamento de vários serviços».

Tópico