|Residências Universitárias

Rio Maior continua à espera da residência para estudantes

O Orçamento do Estado para 2021 prevê a transferência da verba necessária para a construção da residência, directamente do Ministério das Finanças para o Instituto Politécnico de Santarém.

Aspecto do campus da Escola Superior de Desporto de Rio Maior (ESDRM), integrada no Instituto Politécnico de Santarém
Aspecto do campus da Escola Superior de Desporto de Rio Maior (ESDRM), integrada no Instituto Politécnico de SantarémCréditos / ESDRM

Trata-se de uma infraestrutura que, a par do reforço directo e indirecto da Acção Social Escolar, se revela essencial não só para o desenvolvimento social e económico do concelho, mas, sobretudo, para apoiar centenas de estudantes da Escola Superior de Desporto de Rio Maior (ESDRM) cujas despesas com educação têm vindo a ser brutalmente acrescidas, ou que, por residirem em localidades distantes do concelho, são obrigados a longas viagens para as aulas, em alguns casos significando centenas de quilómetros diários.

A ESDRM foi criada  em 1997 como unidade orgânica do Instituto Politécnico de Santarém. Desde o ano lectivo de 1998/99 que propicia cursos de Desporto, na variante de Treino Desportivo de Alto Rendimento (opções de Futebol, Atletismo e Natação) e na variante de Condição Física. O número de alunos que frequentam a instituição, referencial para a prática desportiva, tem aumentado de forma consistente e ronda o milhar.

Em comunicado, a organização de Santarém do PCP relembra que, por sua iniciativa e fruto da luta da comunidade educativa, a construção da residência tem sido sucessivamente inscrita nos orçamentos do Estado desde 2019. Os comunistas apelam «aos professores, dirigentes escolares e restante comunidade para que se una e lute pela exigência da construção da residência», reafirmando o seu empenhamento em que o Governo concretize rapidamente a transferência das verbas orçamentadas.

Tópico