|Odivelas

Quase 1900 alunos carenciados de Odivelas continuam sem computadores

No concelho de Odivelas, há 1878 alunos carenciados dos ensinos Básico e Secundário que continuam sem computador. O valor representa cerca de 38% dos alunos dos escalões A e B da Acção Social Escolar.

Créditos / brasil.elpais.com

A denúncia partiu da CDU, que, através de comunicado, alerta para o que diz ser uma situação «particularmente grave», atendendo a que o ensino à distância é uma realidade desde o passado dia 8 de Fevereiro e milhares de alunos foram para casa «sem qualquer ligação à escola e sem poder acompanhar as matérias dadas pelos professores». 

Desde o passado mês de Dezembro têm chegado às escolas alguns equipamentos informáticos para os alunos dos escalões A e B. Segundo dados disponibilizados pela Câmara de Odivelas, cerca de 38% dos alunos destes escalões continuavam, no dia 24 de Fevereiro, sem computadores e rede de acesso à internet, ou seja, foram recebidos computadores para 3143 alunos, havendo um total de 5021 referenciados. 

«Esta situação é tanto mais grave, porque não se trata apenas dos alunos não terem o equipamento informático para trabalhar, é uma questão de desigualdade profunda entre os alunos, que se irá repercutir negativamente nos resultados escolares e, consequentemente, na desmotivação em relação à escola», lê-se na nota. 

A coligação PCP-PEV recorda que foi há quase um ano que o Executivo de António Costa anunciou que iria investir no acesso universal à rede e equipamentos para todos os alunos dos ensinos Básico e Secundário, no presente ano lectivo. Critica o facto de a promessa do Governo não ter passado disso mesmo e reivindica que o Município de Odivelas (PS) assuma, junto do Executivo, medidas urgentes para a resolução deste problema. 

Tópico