|Leiria

O primeiro-ministro foi acompanhado pelo ministro da Agricultura e das Florestas em visita à Mata Nacional de Leiria

Protestos marcam visita de Costa à Marinha Grande

A população da Marinha Grande marcou a visita do primeiro-ministro ao concelho com protestos, exigindo mais meios para o Pinhal do Rei, onde foram colocadas faixas com essa exigência, retiradas antes da chegada de António Costa.

Concentração junto ao Edifício da Resinagem, na Marinha Grande, onde o primeiro-ministro discursou. 22 de Janeiro de 2018
Concentração junto ao Edifício da Resinagem, na Marinha Grande, onde o primeiro-ministro discursou. 22 de Janeiro de 2018Créditos

O primeiro-ministro foi acompanhado pelo ministro da Agricultura e das Florestas, Capoulas Santos, na visita à Mata Nacional de Leiria, também conhecida como Pinhal do Rei, após o incêndio que devastou cerca de 86% da área florestal.

Na Marinha Grande, onde anunciou a Estratégia de Recuperação do Pinhal e a criação do Observatório Local do Pinhal do Rei, foi recebido por uma concentração de protesto, em que os populares empunhavam faixas exigindo mais meios para a maior mata nacional e o reforço de meios e de médicos para o centro de saúde local.

Antes da chegada de António Costa, várias faixas que tinham sido colocadas no Pinhal junto à estrada que liga a Marinha Grande a Vieira de Leiria, por onde a comitiva governamental passou, desapareceram. Os panos, onde se liam exigências de mais meios e verbas terão sido retiradas por elementos que acompanharam Costa e Capoulas na visita, apurou o AbrilAbril.

Também hoje, a comissão de utentes do centro de saúde local promoveu uma concentração junto àquele serviço de saúde. No protesto, que juntou várias centenas de pessoas, os utentes exigiram mais médicos e pessoal administrativo, assim como o reforço das extensões de saúde em Vieira de Leiria e na freguesia da Moita.

Tópico