|Seixalíada

A festa do desporto popular está de volta ao Seixal

A Seixalíada é um dos pontos altos do calendário desportivo do concelho e foi apresentada este sábado no Parque Urbano de Fernão Ferro. Entre as 56 modalidades desta edição, há novidades como o duatlo. 

Créditos / opraticante.pt

Com 35 anos de história, a Seixalíada chega a 2018 com o lema «Um Projecto Singular, Uma Força Colectiva». Organizada pela Câmara Municipal do Seixal (CMS), em parceria com as juntas de freguesia do concelho, escolas e movimento associativo, a iniciativa decorre até 20 de Outubro com 56 modalidades. 

A par das artes marciais, actividades náuticas, futebol e patinagem, entre outras, a edição deste ano conta com novas modalidades, como o duatlo. Também o desporto adaptado marca presença na maior festa desportiva do Seixal, como o andebol adaptado, boccia e futebol para cegos, a par de actividades de experimentação de tricicleta e slalom.

Na festa de abertura, realizada este sábado no Parque Urbano de Fernão Ferro, Joaquim Santos, presidente da CMS, reconheceu que «o desporto é uma área de grande importância no município, tendo em conta todos os benefícios que traz à população, em termos de saúde e também em termos de ocupação de tempos livres, sendo a Seixalíada a iniciativa desportiva popular de maior dimensão do concelho, não existindo nenhuma igual no País».

Para tal, sublinhou, tem sido crucial o apoio prestado pela autarquia ao movimento associativo local, bem como o investimento feito na rede de equipamentos desportivos do concelho, «onde é possível realizar actividades físicas todos os dias», não esquecendo o desporto ao ar livre que a Baía do Seixal permite. 

Joaquim Santos acrescentou ainda que, «para além destes apoios, a Câmara Municipal do Seixal tem comparticipado obras de requalificação dos espaços das colectividades e associações, num investimento que ronda, nos últimos anos, mais de 4,5 milhões de euros.

O edil acredita que, se fosse replicada a nível nacional, esta aposta no desporto traria benefícios para a população e favoreceria os resultados em provas de alta competição como os Jogos Olímpicos.

Em 2018, a Seixalíada foi certificada com a Bandeira da Ética

Tópico