|cinema

«Do Heroísmo à Firmeza» com ciclo de cinema no Porto

O contexto audiovisual da sociedade portuguesa no período da ditadura fascista será objecto de um ciclo cinematográfico e debates, dedicado ao realizador Manuel Guimarães, durante o mês de Novembro.

Fotografia do filme Nazaré, 1952, realizador Manuel Guimarães
Fotografia do filme Nazaré, 1952, realizador Manuel GuimarãesCréditos / aviagemdosargonautas.net

A iniciativa, dinamizada por Mário Mesquita, curador da intervenção no edifício da ex-PIDE no Porto, em coordenação com o núcleo do Porto da URAP, consiste num ciclo de colóquios e exibição de filmes e realiza-se na Unidade de Informação e Interpretação do Património da Resistência ao Fascismo no Porto, constituída no âmbito da intervenção «Do Heroísmo à Firmeza» que decorre no edifício da ex-PIDE no Porto.

Os autores do ciclo pretendem continuar a documentar o contexto da sociedade portuguesa audiovisual no período entre 1933 e 1974, período em que Portugal viveu sob ditadura fascista. Esta é uma iniciativa que tem contado com uma edição semanal desde 2018 e, desta feita, apresentará todas as segundas-feiras do mês de Novembro uma «colectânea exemplar do quotidiano entre as décadas de 1950 e 1960», com os filmes Saltimbancos, Nazaré, Vidas sem Rumo e O Trigo e o Joio, lê-se na nota enviada pelos organizadores à imprensa.

Tópico