|Sesimbra

Acessos ao Porto de Sesimbra motivam carta aberta ao primeiro-ministro

A Câmara de Sesimbra vai enviar uma carta aberta a António Costa, subscrita pelo sector, a exigir a melhoria dos acessos ao Porto de Abrigo, principal porto de pesca em termos de volume de pescado. 

Créditos / CMS

O documento, subscrito por seis associações, sete operadores do sector das pescas e mais de uma centena de armadores será apresentado publicamente esta sexta-feira, pelas 15h, numa sessão online transmitida em directo na página do Facebook e no canal Youtube da Câmara Municipal de Sesimbra, com intervenções de Francisco Jesus e representantes de várias entidades locais.

No documento que será remetido ao primeiro-ministro pelo presidente da autarquia, os signatários exigem a melhoria dos acessos ao Porto de Abrigo de Sesimbra, designadamente através da construção de uma variante, «prevista há mais de duas décadas e constantemente adiada». 

O Porto de Sesimbra é há vários anos o principal porto de pesca do País em termos de volume de pescado e o segundo em valor de venda. Apesar disso, e dos «fortes investimentos» para a sua modernização, os subscritores da missiva denunciam que os acessos «continuam completamente esquecidos» e estão desadequados ao movimento do Porto.

«Para se ter uma ideia, num dia de chuva há camiões que não conseguem sair com a carga, visto que a única via para o efeito tem um declive demasiado acentuado, para além de atravessar a malha urbana da própria vila de Sesimbra», lê-se num comunicado da autarquia. Acrescenta que o projecto para a construção de uma variante «existe e já esteve programado por várias vezes, mas nunca avançou».

A Câmara Municipal de Sesimbra aproveita ainda para esclarecer que, depois de já ter apresentado alterações e alternativas para reduzir os custos, volta a anunciar soluções para desbloquear uma situação «que começa a ser dramática para o tecido económico local, que representa directamente mais de três mil postos de trabalho».  

Tópico