|Cuba

Cuba não esquece a visita de Iúri Gagárin à Ilha há 59 anos

A 24 de Julho de 1961 chegou a Havana o primeiro homem a viajar no espaço. O encontro com o povo cubano e o líder da Revolução, Fidel, marcou o começo de uma relação de respeito e simpatia mútuos.

O abraço de Fidel e Iúri Gagárin na Praça da Revolução, em Havana
O abraço de Fidel e Iúri Gagárin na Praça da Revolução, em Havana Créditos / Agenda Roja Valencia

Iúri Gagárin tinha sido convidado a participar nas comemorações do oitavo aniversário do assalto aos quartéis Moncada, em Santiago, e Carlos Manuel de Céspedes, em Bayamo, que marcou o início da insurreição armada comandada por Fidel Castro contra a tirania de Fulgencio Batista.

O cosmonauta soviético chegou ao aeroporto internacional José Martí, em Havana, no dia 24 de Julho de 1961, três meses depois da sua façanha, lembra a Prensa Latina, acrescentando que a chuva teimosa não conseguiu escamotear a recepção calorosa das autoridades cubanas, lideradas pelo então primeiro-ministro Fidel Castro, e do povo que abarrotou as avenidas para o saudar.

O piloto da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), ao ver que Fidel Castro não se abrigava, recusou-se a usar um impermeável ou a colocar o tecto da viatura descapotável que os transportou ao longo da recepção massiva, algo que, refere a Prensa Latina, foi apreciado como um gesto de respeito pelo povo cubano.

«A admiração cresceu com os dias, em parte graças à simplicidade do herói soviético, que, perante o comentário de um jornalista, pediu para não ser considerado um super-homem, e anteveu que outros seguiriam o seu empenho em conquistar o espaço exterior», refere a agência.

Horas antes do regresso à URSS, Fidel Castro propôs a Gagárin que deixasse o uniforme branco que trazia com o grau de comandante do Exército Vermelho e que o acompanhasse num passeio por Havana, no qual puderam verificar o carinho da população quando o reconhecia.

O primeiro cosmonauta da história a viajar pelo espaço, filho de uma humilde família de camponeses russa, e já então um amigo íntimo dos cubanos, tornou-se a primeira pessoa a ser condecorada com a Ordem Playa Girón, criada nesse mesmo ano.

Ao colocar-lhe a distinção, na Praça da Revolução, Fidel Castro sublinhou o facto de que, quase em uníssono, a URSS conquistava o espaço a favor da ciência, do progresso, da humanidade e da paz, e os Estados Unidos forjavam uma invasão mercenária contra Cuba.

«Ao realizar a histórica façanha que o consagra como o primeiro cosmonauta do mundo, Iúri Gagárin contribuiu com exemplar heroísmo para o progresso da humanidade e da paz», disse na ocasião o presidente cubano, Osvaldo Dorticós (1959-1976).

Tópico