|Seixal

Povos em festa na Quinta da Princesa

Música, actividades de rua, gastronomia são algumas das iniciativas que marcam a edição deste ano da Festa dos Povos – Festividades na Tabanka, que decorre este fim-de-semana no concelho do Seixal.

O programa das Festividades da Tabanka inclui muita música e dança (imagem de uma edição anterior)
O programa das Festividades da Tabanka inclui muita música e dança (imagem de uma edição anterior) Créditos / C. M. Seixal

A Festa dos Povos – Festividades na Tabanka realiza-se hoje e amanhã no Bairro da Quinta da Princesa, no município do Seixal. No programa da «Festa», que hoje arranca pelas 18h, incluem-se actividades de rua, jogos tradicionais, pinturas faciais; o almoço para a comunidade, com comidas típicas de Cabo Verde, tem lugar às 13h (amanhã); a música ouvir-se-á tanto na noite deste sábado como pela tarde de domingo fora.

Ao palco subirão artistas como Gaita Vitória, MS Family, Tchoras, Lídia Duarte, Jorge Rosa e Juvino Varela. Também os Leigos da Sagrada Família de S. Tomé e Príncipe, a Classe de Talentos do Centro Cultural e Recreativo do Alto do Moinho e as Batucadeiras Bomba D'África, entre outros.

Numa nota enviada às redacções pela Câmara Municipal do Seixal, esclarece-se que a Festa dos Povos é uma iniciativa de âmbito comunitário, levada a efeito desde o ano 2000 pela comunidade católica residente no Bairro da Quinta da Princesa, tendo como propósitos assinalar o dia 5 de Julho – dia da Independência de Cabo Verde – e «promover e recriar uma mostra cultural, musical e gastronómica que reflecte a multiculturalidade dos países africanos de língua oficial portuguesa» com expressão na Quinta da Princesa.

Complementando a festa que já se realizava, em 2005 o Município do Seixal «propôs à comunidade aliar estas comemorações a uma antiga tradição cabo-verdiana das festas de romaria dos santos populares», que designou como Festividades na Tabanka.

Desta forma, explica o texto, o município promoveu «a identidade cultural do povo cabo-verdiano junto das gerações mais jovens nascidas e residentes na diáspora».

Tópico