|Manuel Gusmão

Poeta e ensaísta, Manuel Gusmão, vê reconhecido mérito cultural

Manuel Gusmão vai receber a Medalha de Mérito Cultural em reconhecimento, pelo Governo português, do «inestimável trabalho de uma vida dedicada à produção literária e à poesia».

O poeta e ensaísta Manuel Gusmão
O poeta e ensaísta Manuel GusmãoCréditos / angnovus.wordpress.com

Poeta, ensaísta e professor universitário, Manuel Gusmão foi galardoado pelo Governo português com a Medalha de Mérito Cultural, em reconhecimento do «inestimável trabalho de uma vida dedicada à produção literária e à poesia, difundindo amplamente, em Portugal e no estrangeiro, a Língua e a Cultura portuguesas, ao longo de mais de cinquenta anos», lê-se em nota do ministério liderado por Graça Fonseca, citado pela Agência Lusa.

A condecoração será entregue a Manuel Gusmão na próxima-terça-feira, dia 5 de Fevereiro, pelas 15h, na biblioteca do Palácio da Ajuda, em Lisboa.

A nota ministerial refere que, «como ensaísta, crítico e professor universitário, a obra de Manuel Gusmão associa o rigor académico à sensibilidade de poeta», e destaca os ensaios que «redigiu sobre duas figuras maiores da poesia portuguesa, Fernando Pessoa (ortónimo e heterónimos) e Carlos de Oliveira, contribuindo activamente para o debate público sobre a renovação do ensino da Literatura».

A Medalha de Mérito Cultural, criada pelo Governo português em 1984, é atribuída pelo Ministério da Cultura e distingue pessoas ou instituições cuja vida tenha sido dedicada a actividades de acção ou divulgação cultural.

Manuel Gusmão junta-se, pois, ao reduzido número de poetas agraciados com esta condecoração, nomeadamente Eugénio de Andrade (2004), António Ramos Rosa (2006) e Gastão Cruz (2018).

Tópico