|Coimbra

Nova criação d'A Escola da Noite estreia a 29 de Setembro

Aqui, onde acaba a estrada, com texto e encenação de Igor Lebreaud, aborda o tema das grandes migrações forçadas e estreia no Teatro da Cerca de São Bernardo, em Coimbra, no próximo dia 29 de Setembro.

Créditos / Eduardo Pinto

Estão na fase final de ensaios os trabalhos da 73.ª criação d'A Escola da Noite, Aqui, onde acaba a estrada, anuncia A Escola da Noite, através de comunicado.

A peça foi escrita pelo actor Igor Lebreaud, o mais jovem actor da comoanhia, que é responsável também pela encenação do espectáculo. Aqui, onde acaba a estrada «fala-nos de uma família que há gerações foge da guerra e que chega, por fim, ao local onde a estrada termina». «Aí ergue-se o Portão, para lá do qual se encontra a promessa de um mundo melhor. Para poderem entrar, contudo, terão de renunciar à língua que falam, às roupas que trazem e à caixa que, durante anos, arrastaram pelo mundo», lê-se na sinopse.

Sem referências espaciais ou temporais concretas, a peça propõe uma reflexão sobre as condições em que tantos milhões de pessoas são forçadas a migrar, em consequência de guerras, perseguições, condições climatéricas ou carências económicas.

Com cenografia de João Mendes Ribeiro, figurinos e adereços de Ana Rosa Assunção, desenho de luz de Danilo Pinto e sonoplastia de Zé Diogo, a interpretação está a cargo de Ana Teresa Santos, Hugo Inácio, Margarida Dias, Miguel Magalhães e Ricardo Kalash.

O espectáculo cumprirá uma temporada de três semanas, entre 29 de Setembro e 16 de Outubro, com sessões às quintas e sextas-feiras, às 19h, aos sábados, pelas 21h30 e aos domingos às 16h, salvo no dia 9 de Outubro, em que não haverá sessão. Os bilhetes custam entre 5 e 10 euros e já podem ser reservados pelos contactos habituais do Teatro da Cerca de São Bernardo. 

Tópico