|leitura

«Clube Mediterrâneo» tem leitura pública em Alcochete

Foi às 11h, no Fórum Cultural de Alcochete. Por ocasião do Dia Mundial de Leitura em Voz Alta, a Andante realizou um espectáculo a partir do livro de João Pedro Mésseder, Ana Biscaia e Joana Monteiro.

Ilustração para o livro «Clube Mediterrâneo – doze fotogramas e uma devoração», de João Pedro Mésseder (texto), Ana Biscaia (ilustração) e Joana Monteiro (design gráfico e tipografia). Editora Xerefé, 2017.
Ilustração para o livro «Clube Mediterrâneo – doze fotogramas e uma devoração», de João Pedro Mésseder (texto), Ana Biscaia (ilustração) e Joana Monteiro (design gráfico e tipografia). Editora Xerefé, 2017.Créditos

Dia 1 de Fevereiro, para celebrar o Dia Mundial da Leitura em Voz Alta, a Associação Andante reuniu um grupo de jovens do Agrupamento de Escolas de Alcochete para realizar um espectáculo único sobre o livro Clube Mediterrâneo, doze fotogramas e uma devoração, de João Pedro Mésseder, Ana Biscaia e Joana Monteiro.

O espectáculo, que realizado às 11h de sexta-feira, no Fórum Cultural de Alcochete, teve o apoio da Câmara Municipal de Alcochete e do Plano Nacional de Leitura (PNL) e o aliciante suplementar da presença, na iniciativa, dos autores do livro.

Cristina Paiva e Fernando Ladeira, responsáveis pelo guião, dirigiram um grupo de leitores coreografados por Lia Vohlgemuth, com cenários sobre ilustrações de Ana Biscaia e vídeo de Fernando Ladeira. Pode ver a ficha técnica completa aqui.

Pretende-se evidenciar como uma leitura pode ser algo mais do que um passatempo, mostrando como a literatura pode ser profunda e lançar-nos sobre questões fundamentais dos dias que correm.

Clube Mediterrâneo, doze fotogramas e uma devoração aborda o tema das migrações, das fronteiras, dos muros. Sob o olhar novo dos jovens leitores que o vão ler, espera-se que desperte novas interrogações, que ajude a reflectir. A ler. A compreender. E a actuar.

A obra tem recebido um acompanhamento positivo a nível nacional e internacional. Em Agosto passado representou Portugal na quinta edição do Festival de Banda Desenhada AltCom, que decorreu em Malmö, na Suécia. Ana Biscaia e Joana Monteiro, respectivamente ilustradora e tipógrafa do livro, participaram no festival e, em Setembro, foi a vez do poeta João Pedro Mésseder se deslocar à Feira do Livro de Gotemburgo, também na Suécia.

A Associação Andante tem por missão, desde o primeiro dia da sua existência, há vinte anos atrás, promover a leitura em voz alta. Criar um espaço sonoro e visual, com a voz dos leitores, que conduza os outros (leitores ou não leitores) por um caminho feito não só das palavras dos escritores mas também das nossas vidas, das nossas histórias, das nossas emoções. Revelar mais que mostrar, evocar mais que lembrar, viver mais do que ver.

Tópico