|banco de horas

Não ao banco de horas na CaetanoBus e Aeronautic

O SITE Norte recusa o banco de horas e repudia o facto de a empresa, para atingir os seus objectivos, usar ameaça e chantagem sobre os postos de trabalho.

Trabalhadores a operar na empresa PSA Citroen em Mangualde.
Trabalhadores a operar na empresa PSA Citroen em Mangualde. CréditosNuno André Ferreira / LUSA

Em comunicado aos trabalhadores, o Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Actividades do Ambiente do Norte (SITE Norte/CGTP-IN)  denuncia que o banco de horas serve apenas para desregular a vida familiar e social dos trabalhadores e para que a empresa aumente o fluxo de trabalho utilizando horas extraordinárias que deixam de ser pagas como tal.

Em conjunto, o SITE Norte e o SITE Centro-Norte promoveram plenários na CaetanoBus, em Ovar e em Vila Nova de Gaia, em que apelaram ao voto «não».

Caso venha a ser aprovado – e para tal é necessário que haja mais de 65% de votos favoráveis – o banco de horas irá prejudicar todos os trabalhadores, porque trabalham mais e não recebem mais por isso, defendem os sindicatos.

«O trabalho extraordinário, como estipula o contrato colectivo de trabalho do sector, é remunerado e dá direito a tempo de descanso compensatório», lê-se no comunicado, o que não acontece com o banco de horas.

Tópico