|direitos dos trabalhadores

Luta sindical fez prevalecer direitos dos trabalhadores

A União dos Sindicatos de Setúbal divulgou várias decisões recentes, relativas a conflitos laborais no distrito, que foram favoráveis aos trabalhadores, depois de o SITE Sul ter levado os casos a tribunal.

As acções do SITE Sul fizeram valer os direitos dos trabalhadores
As acções do SITE Sul fizeram valer os direitos dos trabalhadores Créditos / CGTP-IN

Numa nota enviada à imprensa, a União dos Sindicatos de Setúbal (USS/CGTP-IN) dá conta de vários processos que o Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Actividades do Ambiente do Sul (SITE Sul) levou a tribunal e que tiveram resultados favoráveis aos trabalhadores.

Num processo de incapacidade/invalidez de um trabalhador da Amarsul, empresa que gere os resíduos sólidos urbanos dos municípios da Península de Setúbal, o tribunal condenou uma seguradora, que «pretendia eximir-se de responsabilidades, por razões processuais», a pagar mais de 30 mil de indemnização, informa a USS.

Por seu lado, a empresa Facility Services foi condenada a pagar 4000 euros a três trabalhadores, relativos ao tempo em falta no aviso prévio, no âmbito de um despedimento colectivo.

No Barreiro, um reformado da empresa Sovena (Grupo CUF) viu ser-lhe garantido pelo tribunal o direito ao acesso gratuito ao Hospital CUF, algo que, refere a USS, sempre fora garantido aos trabalhadores e reformados do grupo referido, mas que estava a ser negado a este reformado.

Em todos estes casos, sublinha a USS, foi através de uma estrutura sindical – no caso, o SITE Sul –, que «trabalhadores e reformados puderam fazer valer os seus direitos».

Tópico