|Banca

BPI alcança lucros recorde de 491 milhões em 2018

A estratégia de encerrar balcões e reduzir salários deu bom resultado ao BPI, cujo lucro consolidado disparou de 10,2 milhões de euros em 2017 para 491 milhões em 2018. 

O presidente do BPI, Pablo Forero, durante a conferência de imprensa para divulgação dos resultados anuais relativos ao exercício de 2018, em Lisboa, 1 de Fevereiro de 2019
O presidente do BPI, Pablo Forero, durante a conferência de imprensa para divulgação dos resultados anuais relativos ao exercício de 2018, em Lisboa, 1 de Fevereiro de 2019CréditosMário Cruz / Agência Lusa

Num comunicado enviado esta sexta-feira à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o BPI informa que os «ganhos extraordinários com a venda de participações» elevaram o lucro da actividade em Portugal para os 396 milhões, o que representa 81% do resultado consolidado.

Já os lucros da actividade bancária em Portugal cresceram 28% para 218 milhões de euros. O banco revela ainda que o resultado atingido em 2018 já considera o impacto negativo da reclassificação contabilística da participação financeira do BPI no Banco de Fomento Angola (BFA), que «gerou um contributo positivo de 73,2 milhões de euros». 

A dona do BPI congratula-se com a evolução dos resultados do banco, que contribuiu com 262 milhões de euros para o lucro total. A CaixaBank apresentou lucros de 1985 milhões de euros em 2018, um aumento de 17,8% em relação a 2017.

Tópico