Reunidos numa assembleia

Utentes da Marinha Grande exigem melhores condições de saúde

A Comissão de Utentes SAP 24h da Marinha Grande organizou uma assembleia onde os utentes exigiram a contratação de mais médicos, enfermeiros e administrativos, a criação de condições para que todos os utentes tenham médico de família e para que o Serviço de Atendimento Permanente (SAP) possa funcionar convenientemente.

https://www.abrilabril.pt/sites/default/files/styles/jumbo1200x630/public/assets/img/marinha_2.jpg?itok=ZGINNvss
Cerca de 250 utentes participaram na assembleia na Marinha Grande
Cerca de 250 utentes participaram na assembleia na Marinha GrandeCréditos / Comissão de Utentes

No dia 1 de Fevereiro, os utentes da Marinha Grande viram-se confrontados com a desmarcação de consultas e com dificuldades de atendimento no SAP. A Comissão de Utentes de imediato solicitou reuniões ao Agrupamento de Centros de Saúde local e à Administração Regional de Saúde do Centro, e foi informada que a empresa prestadora dos serviços médicos no SAP tinha terminado o contrato a 31 de Janeiro, criando o caos no atendimento dos utentes.

A Comissão de Utentes não obteve as respostas necessárias e convocou uma assembleia de utentes que decorreu na passada sexta-feira no Auditório da Resinagem, na Marinha Grande. Na assembleia participaram mais de 250 utentes que votaram por unanimidade uma moção com várias reivindicações que exigem que sejam cumpridas de forma imediata.

Os utentes exigem a manutenção do SAP 24 horas, com a reposição da normalidade do seu funcionamento no mais curto espaço de tempo; a resolução da situação de ausência de médicos na extensão da Freguesia de Vieira de Leiria; a reposição da normalidade na Extensão do centro de saúde da freguesia da Moita; e o estudo da recolocação do funcionamento da extensão do centro de saúde na Garcia.

Na moção também se reivindica que todos os utentes sejam dotados do direito efectivo a médico de família e que as obras, há muito prometidas para um indispensável funcionamento do centro de saúde, sejam levadas a cabo com brevidade. Exige-se ainda que sejam colocadas a funcionar as três Unidades de Cuidados de Saúde Primários a curto prazo e que o centro de saúde seja dotado do pessoal de enfermagem e da área administrativa necessário para um eficaz funcionamento.

Os utentes decidiram que, se o que solicitam não for resolvido a curto prazo, se devem vir a tomar as medidas necessárias para que as reivindicações se venham a concretizar.

O documento aprovado lembra ainda que a função do Serviço Nacional de Saúde é assegurar da parte do Estado a protecção individual e colectiva do cidadão e que, para tal, «os seus departamentos devem estar munidos de cuidados integrados de saúde, nomeadamente para a promoção da vigilância e prevenção da doença, o tratamento dos doentes e a sua reabilitação médica e social».

0 Comentários

no artigo "Utentes da Marinha Grande exigem melhores condições de saúde