|mobilidade e transportes

«Passe Família» também é preciso no Porto!

A 1 de Agosto o «Passe Único» entrou em vigor na Área Metropolitana do Porto. A CDU regozija-se mas considera o adiamento do «Passe Família» uma clara incompetência do Conselho Metropolitano do Porto.

Pormenor do validador Andante na Estação do Hospital de São João do Metropolitano do Porto. Foto de arquivo.
Pormenor do validador Andante na Estação do Hospital de São João do Metropolitano do Porto. Foto de arquivo. CréditosTiago Miranda / cc commons

Ontem, dia 1 de Agosto, entrou em vigor o «Passe Único» na Área Metropolitana do Porto (AMP). A Coligação Democrática Unitária (CDU) do Distrito do Porto regozija-se com o facto mas «manifesta-se indignada», em comunicado emitido a propósito, por o «Passe Família», que deveria ter sido activado ao mesmo tempo, o tenha sido apenas na Área Metropolitana de Lisboa (AML).

«Ao longo de mais de 20 anos a CDU propôs a criação do «Passe Único» na Área Metropolitana do Porto, com resistências e oposições das restantes forças políticas. O tempo deu-lhe razão»

Não teria de ser assim, segundo a CDU, que afirma tal ter acontecido tão somente pela realidade que vem denunciando há muito tempo: a «clara incompetência e falta de empenho do Conselho Metropolitano do Porto (CmP) na concretização deste processo» (ver, em caixa, comunicado, de Março deste ano, de uma das forças políticas que integram a coligação).

Mas o pior, assinala a coligação, é que nem sequer «se perspectiva quando isso poderá acontecer». Para a CDU/distrito do Porto, os responsáveis da AMP «faltaram à verdade quando afirmaram, ao longo de meses, que a razão do atraso era técnica».

«Os utentes da AMP não podem continuar a ser prejudicados pela incompetência do CmP» e a CDU «reclama que essa entidade, em articulação com as Câmaras Municipais, tome as medidas necessárias para que o “Passe Família” seja implementado mais depressa possível».

Ao longo de mais de 20 anos a CDU propôs a criação do «Passe Único» na Área Metropolitana do Porto, com resistências e oposições das restantes forças políticas. O tempo deu-lhe razão e a medida foi agora concretizada com a aplicação do Programa de Apoio à Redução Tarifária (PART).

Tópico