|Setúbal

Costureiras das marchas de Setúbal estão a produzir máscaras de protecção

Uma equipa de costureiras de Setúbal, que veste as marchas populares do concelho, largou os brilhos e está a produzir botas e máscaras em tecido para proteger os profissionais de saúde locais.

Créditos / Câmara Municipal de Setúbal

Destinada a enfrentar a falta de equipamento de protecção individual para os profissionais de saúde, em virtude do surto do novo coronavírus, a iniciativa partiu de uma equipa de costureiras das marchas populares, juntamente com Bruno Frazão, responsável por um grupo de teatro local.

Juntos desafiaram a Câmara de Setúbal, o Serviço Municipal de Protecção Civil e os bombeiros na confecção e distribuição do material. O Centro Hospitalar de Setúbal, que apadrinhou a ideia, forneceu o tecido especial, reutilizável e antimicrobiano, adequado a ambiente hospitalar e às necessidades dos profissionais de saúde.

Segundo nota da autarquia, desde o passado dia 24 de Fevereiro que estes voluntários produzem botas e máscaras para os serviços do Centro Hospitalar de Setúbal.

Tópico