|teatro

Mostra Internacional de Artes para o Pequeno Público arranca dia 18 em Almada

O Sementes – Mostra Internacional de Artes para o Pequeno Público começa esta sexta-feira no Estúdio António Assunção, com a estreia do premiado «Laika», inspirado na primeira cadela cosmonauta. 

«Laika», dos Xirriquiteula Teatre, foi premiado recentemente como melhor espectáculo para a infância
«Laika», dos Xirriquiteula Teatre, foi premiado recentemente como melhor espectáculo para a infânciaCréditos / Teatro Extremo

Esta é já a 23.ª edição do Sementes que o Teatro Extremo promove, e que este ano acolhe 21 companhias profissionais, duas companhias amadoras e três projectos juvenis.

O «prato» forte serve-se logo na estreia do festival, com a estreia também em solo nacional do espectáculo «Laika», da Xirriquiteula Teatre, uma das companhias catalãs de referência no teatro para o público familiar.

Premiado recentemente na Feira Internacional de Titeres como melhor espectáculo para a infância e melhor cenografia, «Laika» retrata a história da primeira cadela a viajar para o espaço, a bordo do Sputnik II.

O espectáculo vai estar em cena no Teatro-Estúdio António Assunção, em Almada, com dois espectáculos, às 10h30 e 21h30, no dia 18 de Maio. No dia 19 será apresentado às 11h.  

A 1 de Junho, Dia Mundial da Criança, o Teatro Extremo apresenta o seu novo espectáculo com música ao vivo, «Ratsódia». Dedicado à primeira infância, conta a história de um ratito que parte num navio, numa longa viagem por sons de outros mundos.

«Na "Ratsódia" cria-se um espaço onde cantar e movimentar é um elo de ligação entre pais e filhos até aos 5/6 anos, uma forma de comunicar, uma partilha de experiências e afectos para permitir que todos participem nesta grande comunidade onde a língua é a Música e o Teatro», lê-se na sinopse.

Ao longo da mostra, que passa também pelo Barreiro, Moita, Loures, Montemor-o-Novo, Seixal, Sesimbra e Alcochete, haverá ainda espectáculos de dança, circo, artes de rua, artes plásticas e marionetas. Mais informações na página do Teatro Extremo.

Tópico