|Setúbal

Exposição remete para experiência inovadora com a assinatura de Giacometti

A exposição «45 anos – Plano de Trabalho Cultura e Serviço Cívico Estudantil» está disponível até Setembro no Museu do Trabalho Michel Giacometti, em Setúbal, em homenagem ao etnomusicólogo francês.

Créditos / Museu do Trabalho Michel Giacometti

A exposição documenta o Plano Trabalho e Cultura, uma das acções do Serviço Cívico Estudantil, liderado pelo etnomusicólogo francês Michel Giacometti, que tinha como objectivo a promoção da animação cultural e formação de associações e cooperativas, recolha etnográfica musical, literária, sanitária e material.

São cerca de 50 películas, maioritariamente a preto e branco, e dois registos a cores, que ilustram a cerimónia da exposição inaugural do Museu do Trabalho com a presença de Giacometti.

A Câmara Municipal de Setúbal, que organiza a exposição, revela que o Plano Trabalho e Cultura, impulsionado e estruturado por Michel Giacometti, «foi um projecto de cunho vincadamente militante, com traços de "Travail et Culture", um dos principais grupos de educação popular surgidos no pós-guerra em França e nas suas colónias norte-africanas».

Pouco depois do 25 de Abril de 1974, 28 mil jovens estudantes pretendiam candidatar-se à universidade, o que representava o dobro dos alunos em relação ao ano anterior, para aproximadamente 14 mil vagas.

«Em plena conjuntura revolucionária, tornava-se imperativo solucionar a impossibilidade de o Ensino Superior receber tantos estudantes. Neste contexto, a 30 de Maio de 1975 foi criado o Serviço Cívico Estudantil, que durou dois anos, até 17 de Junho de 1977, com a normalização constitucional», lê-se na nota.

O plano, construído e supervisionado no terreno por Michel Giacometti, levou, durante os três meses do Verão Quente de 1975, mais de uma centena de jovens em idade pré-universitária a mergulhar no Portugal profundo, desde Trás-os-Montes até ao Algarve, ao encontro de comunidades rurais e piscatórias.

O Município sadino revela que, na sequência destas recolhas, existem milhares de fichas dactiloscritas, fotografias, objectos etnográficos e instrumentos agrícolas únicos que formaram o núcleo museográfico fundador do Museu do Trabalho Michel Giacometti.

A exposição «45 anos – Plano de Trabalho Cultura e Serviço Cívico Estudantil», patente no Museu do Trabalho Michel Giacometti até 26 de Setembro, «é a representação de momentos e vivências que decorreram desta experiência inovadora em Portugal, decorrida em pleno processo revolucionário».

Tópico