|cinema

Dez mulheres assinam dez telefilmes

Obras de Soeiro Pereira Gomes, Maria Judite de Carvalho e Bernardo Santareno, entre outros, inspiraram os telefilmes que vão estrear-se no final deste ano, na RTP.

Maria Judite de Carvalho
Maria Judite de CarvalhoCréditos / margaridafoiafeira.com

Integram o projecto «Contado por Mulheres», da produtora Ukbar Filmes, as actrizes Anabela Moreira, Ana Cunha, Cristina Carvalhal, Daniela Ruah e Maria João Luís, já com experiência de realização, a produtora Sofia Teixeira Gomes e as realizadoras Diana Antunes, Fabiana Tavares, Laura Seixas e Rita Barbosa.

Os dez telefilmes, que serão rodados entre Abril e Agosto deste ano, em diversos locais da região Centro, chegam ao horário nobre da RTP1 no último trimestre de 2021.

«"Contado por Mulheres" é uma aposta em boas histórias, dos melhores autores portugueses procurando fazer chorar, rir, sentir dramas de épocas ou ir até aos sensíveis desafios morais da actualidade. Mas, acima de tudo, entreter com personagens inspiradoras», refere a produtora.

O telefilme realizado por Anabela Moreira é inspirado em Há-de haver uma lei, de Maria Archer, o de Ana Cunha, em A traição do padre Martinho, de Bernardo Santareno, o de Cristina Carvalhal, em Os armários vazios, de Maria Judite de Carvalho, o de Daniela Ruah, em Os vivos, o morto e o peixe frito, de Ondjaki, e o de Diana Antunes, em O pio dos mochos, um dos Contos Vermelhos de Soeiro Pereira Gomes.

Já os telefilmes de Fabiana Tavares, Laura Seixas, Maria João Luís, Rita Barbosa e Sofia Teixeira Gomes partem de, respectivamente, Quando o diabo reza, de Mário de Carvalho, Serpentina, de Mário Zambujal, Alcateia e Pequenos Burgueses, duas histórias de Carlos de Oliveira, e de Vizinhas, um conto de Teolinda Gersão.

Os filmes serão rodados nos concelhos de Ovar, Oliveira do Hospital, Guarda, Alcobaça, Cantanhede, Miranda do Corvo, Covilhã, Torres Vedras, Tomar e Ferreira do Zêzere.


Com agência Lusa

Tópico