|cinema

Ante-estreia de «Raiva» de Tréfaut acontece este domingo em Grândola

O cineasta português Sérgio Tréfaut apresenta Raiva, uma adaptação ao cinema do romance Seara de Vento de Manuel da Fonseca, no Cine Granadeiro, em Grândola.

Créditos / faux.pt

Com o realizador Sérgio Tréfaut estará, pelas 17h30, o actor principal do filme galardoado no 40.º Festival Internacional de Cinema de Moscovo, Hugo Bentes.  

Numa co-produção entre Portugal, Brasil e França, Raiva é uma adaptação ao cinema do romance neo-realista Seara de Vento de Manuel da Fonseca, publicado em 1958, uma das obras mais importantes da literatura portuguesa do século XX.

A longa-metragem sobre poder e pobreza é um conto negro sobre o abuso e a revolta vivida no Alentejo nos anos 50, interpretado por reconhecidos actores como Isabel Ruth, Leonor Silveira, Diogo Dória, Catarina Wallenstein, Herman José, Rogério Samora e Marília Villaverde Cabral, entre outros.

O Alentejo dos campos desertos a preto e banco que Tréfaut descreve em Raiva já viajou pelo mundo, tendo marcado presença nos melhores festivais de cinema como o Festival Europeu de Sevilha, Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, Perso – Perugia Social Film Fest Festival, Waterloo Historical Film Festival e o Festival Internacional de Cinema de Munique.

O filme, segundo a crítica internacional, «é uma experiência cinematográfica imersiva, profunda e percutante». Nas palavras do realizador, Raiva «mostra mais uma vez como o poder dos ricos serve para assegurar a continuidade da diferença entre as classes sociais». 

Tópico