|E o mundo é a nossa tarefa

Ri-te, Rita

E o mundo é a nossa tarefa é uma escolha semanal de Manuel Augusto Araújo.

Duas Vezes Negro, Yves Tanguy
Duas Vezes Negro, Yves TanguyCréditosYves Tanguy

Ri-te, Rita

Com noventa feridos 
Caídos no chão 
É uma vergonha 
Andar uma pessoa 
Pedindo dinheiro 
Nas Secretarias 
Para que lhe valham 
De alegrias várias 
Noutro continente 
Lá, onde a flor 
E mais pura e linda 
Que o Sol! 
Lá onde o azul 
Brinca na areia... 
Lá, onde as pessoas, 
Conversam nas ruas 
Sem nenhum cuidado 
Onde as testemunhas 
São de raiva, aqui 
Não lá, onde esperam 
Encontros, nas ruínas, 
Os mortais, que, juntos, 
Se encaminham, já! 
Para a cova — distante — 
Onde cães e polícias 
— Uns e outros — 
Permanecerão juntos 
— Não vivos, mas mortos! — 

                        Raul Carvalho

Tópico