|Évora

CM de Évora exige obras na secundária André de Gouveia

A Câmara Municipal de Évora, juntamente com o Agrupamento de Escolas e a Associação de Pais, solicitou uma reunião ao Ministério da Educação com o objectivo de exigir obras na Escola Secundária André de Gouveia, que necessita de uma intervenção estrutural.

https://www.abrilabril.pt/sites/default/files/styles/jumbo1200x630/public/assets/img/escola_secundaria_andre_de_gouveia.jpg?itok=oVuT5-F6
Escola Secundária André de Gouveia, Évora
Escola Secundária André de Gouveia, ÉvoraCréditos / Agrupamento de Escolas n.º 4 de Évora

«Um conjunto de escolas da responsabilidade do Ministério da Educação (ME) tem a necessidade de intervenção, mas a Escola Secundária André de Gouveia é a que necessita de obras mais estruturais», referiu ao AbrilAbril Carlos Pinto de Sá, presidente da autarquia.

O presidente do município informou que o Governo «tentou atirar a responsabilidade para a câmara», propondo que utilizasse o orçamento que a autarquia tem definido para as obras das escolas que são da sua competência, nas quais a o município está a investir.

Na escola em causa, o pavilhão desportivo tem cobertura em fibrocimento, podendo ter amianto, e existem problemas com as instalações eléctricas, canalizações e o conforto térmico do edifício.

A Câmara Municipal de Évora exige que o Governo «assuma a sua responsabilidade» e avance com as obras nesta secundária. Aguardando pela resposta do ME, Carlos Pinto de Sá afirma que pretende colocar também a questão da falta de 42 assistentes operacionais nas escolas do concelho e lembra que «o Governo não tem permitido que se faça contratação», situação que põe em causa «a segurança da escola e dos alunos».

O autarca refere ainda que a câmara está disposta a «ajudar a resolver os problemas, naquilo que é o âmbito das suas competências».

Tópico

0 Comentários

no artigo "CM de Évora exige obras na secundária André de Gouveia