|teatro

'O Mundo é Redondo' abre Festival de Teatro do Seixal

A 37.ª edição do Festival de Teatro do Seixal arranca logo à noite com a exibição da peça O Mundo É Redondo, no Auditório Municipal do Fórum Cultural do Seixal.

Créditos / Câmara Municipal do Seixal

Em O Mundo É Redondo, peça inspirada na obra da escritora norte-americana Gertrude Stein, a protagonista –Rose – é uma criança que, com apenas uma cadeira, pretende subir uma montanha para se sentar no topo.

«Nessa viagem, através da sua dificuldade em se expressar, devido a ter começado a falar há pouco tempo, questiona-se sobre a sua identidade, sobre as nuances da linguagem e como a realidade se constrói a partir dela», lê-se num comunicado da Câmara Municipal do Seixal, promotora do festival.

Para preservar a qualidade da obra, a peça é bilingue. A tradução de Luísa Costa Gomes explora os conceitos de identidade, «com jogos de palavras e sons inusitados, respeitando a originalidade rítmica e poética do texto».

Uma tradução «que permite ao encenador, António Pires, a junção entre a construção de um cenário de espectáculo-paisagem, a linguagem corporal das actrizes, as músicas, as coreografias e o uso da forma e da cor nos figurinos e na cenografia».

Reconhecido por vários órgãos de comunicação social como um dos melhores espectáculos de teatro em 2018, O Mundo É Redondo foi distinguido com o Prémio da Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) para «Melhor Espectáculo de Teatro de 2018». 

A 37.ª edição do Festival de Teatro do Seixal decorre até 18 de Dezembro. Este ano, «assume a responsabilidade de afirmar o futuro do teatro, com um conjunto de estreias, dramaturgias e a presença de companhias jovens, abordando temas direccionados para públicos de todas as idades», explica a autarquia.

O programa, onde a maioria dos espectáculos tem entrada livre, é descentralizado e leva o teatro a todas as freguesias do concelho, com actuações no Auditório Municipal do Fórum Cultural do Seixal, Cinema S. Vicente, Espaço Animateatro, Sociedade Filarmónica Operária Amorense, Sociedade Filarmónica União Arrentelense, Associação de Moradores dos Redondos e Ginásio Clube de Corroios.

Tópico