|cinema

Estreia mundial de filme sobre a emigração portuguesa

À l’année prochaine, filme sobre a emigração portuguesa realizado pelo luso-descendente Philippe Machado, tem estreia no Luxemburgo.

Imagem do filme «À l’année prochaine» (em português, «Até para o ano»), do realizador francês luso-descendente Philippe Machado, realizado em 2018 e estreado em 6 de Dezembro de 2019, no Luxemburgo.
Imagem do filme «À l’année prochaine» (em português, «Até para o ano»), do realizador francês luso-descendente Philippe Machado, realizado em 2018 e estreado em 6 de Dezembro de 2019, no Luxemburgo. CréditosPhilippe Machado / Bom Dia

A curta-metragem de ficção À l’année prochaine (em português Até para o ano), de Philippe Machado, tem a sua estreia mundial no Luxemburgo, antes de começar a sua apresentação nos festivais de cinema.

A sessão de estreia, segundo o jornal das comunidades lusófonas Bom Dia, ocorre às 19h no cinema Utopia, na capital luxemburguesa, e contará com a presença do jovem realizador e argumentista.

Philippe Machado Domingues, de 24 anos, vive em Paris mas é originário da aldeia de Cambeses, perto de Monção, no Alto Minho, onde todos os anos faz férias.

O projecto de realizar um filme sobre a comunidade luso-descendente francesa que, durante as férias de Verão, regressa ao Portugal dos seus pais para passar férias, foi apresentado publicamente por Philippe Machado em 2017.

As filmagens decorreram em 2018 nas aldeias de Portela e Cambeses, na raia do Minho que o realizador conhece tão bem, e pretende ser, nas palavras do seu realizador, uma homenagem «à nossa comunidade».

Nesta sua primeira curta-metragem profissional o jovem realizador considera-se «muito influenciado pela cultura portuguesa, seja no cinema, música e outras artes».  O filme pretende ser «fiel à emigração franco-portuguesa» e assume seguir na esteira de Aquele Querido Mês de Agosto, do realizador Miguel Gomes, bem como receber influências de Manoel de Oliveira, pelo «realismo dos seus primeiros filmes», de João Salaviza e de António Reis.

Segundo o seu realizador, o filme fala sobre um último dia de férias em Portugal antes de regressar a França. Nesse dia, a visita de um tio doente, que está a morrer, vai complicar ainda mais a partida.

À l’année prochaine conta com interpretações de jovens lusodescendentes, entre os quais Yannick Morzelle, Louis Allasio, Magaly Teixeira, Sabrina de Oliveira, Sacha Awazu, Inês Martins, Thor Schenker, Rosa Cadima, Luis Costa, Suzana Joaquim Maudslay, Jorge Tomé e Alexandre Martins.

Trata-se de um filme cheio de emoções e «que vai falar ao coração de todos nós, que vivemos fora de Portugal», disse ao jornal Bom Dia a actriz Magaly Teixeira, que vive no Luxemburgo e desempenha um dos papéis principais.

Um trailer do filme está disponível no Vimeo.

Tópico