|E o mundo é a nossa tarefa

Adeus ilustre Europa

E o mundo é a nossa tarefa é uma escolha semanal de Manuel Augusto Araújo.

O Grito, Edvard Munch, 1893
O Grito, Edvard Munch, 1893CréditosEdvard Munch

Adeus ilustre Europa

Os poemas de Donne, as sonatas de
Scarlatti
Agitam os braços pedindo socorro:
Chegam os bárbaros de motocicleta,
Matando as fontes em que todos nós
bebemos.
Somos agora homens subterrâneos,
Andamos de muletas
Preparadas pelos nossos pais.
O ar puro e a inocência
Estão mais recuados do que os deuses
gregos.
Somos o pó do pó,
Fantasmas gerados pelos próprios filhos.
Nunca mais voltará a fé aos nossos
corações,
Adeus ilustre Europa

Murillo Mendes

Tópico