|E o mundo é a nossa tarefa

Amo-te nesta ideia nocturna da luz nas mãos

E o mundo é a nossa tarefa é uma escolha semanal de Manuel Augusto Araújo

https://www.abrilabril.pt/sites/default/files/styles/jumbo1200x630/public/assets/img/johannes_vermeer_1632-1675_-_the_girl_with_the_pearl_earring_1665.jpg?itok=gF0XG41n
Rapariga com Brinco de Pérola, Johannes Vermeer, 1655
Rapariga com Brinco de Pérola, Johannes Vermeer, 1655CréditosJohannes Vermeer

Amo-te nesta ideia nocturna da luz nas mãos

Amo-te nesta ideia nocturna da luz nas mãos 
E quero cair em desuso 
Fundir-me completamente. 
Esperar o clarão da tua vinda, a estrela, o teu anjo 
Os focos celestes que a candeia humana não iguala 
Que os olhos da pessoa amada não fazem esquecer. 
Amo tão grandemente a ideia do teu rosto que penso ver-te 
Voltado para mim 
Inclinado como a criança que quer voltar ao chão.

                                               Daniel Faria

Tópico

0 Comentários

no artigo "Amo-te nesta ideia nocturna da luz nas mãos