Identificado local onde foi escrito «Romeu e Julieta»

A peça «Romeu e Julieta» foi escrita por William Shakespeare num local diferente daquele que, até agora, era reconhecido como tal, revela uma nova investigação.

A primeira edição «in folio» das obras de William Shakespeare, impressa em 1623, continha 36 peças, das quais metade eram, até então, originais. Na foto, um exemplar exposto em 2016, quando passavam 400 anos da morte do dramaturgo e poeta inglês.
A primeira edição «in folio» das obras de William Shakespeare, impressa em 1623, continha 36 peças, das quais metade eram, até então, originais. Na foto, um exemplar exposto em 2016, quando passavam 400 anos da morte do dramaturgo e poeta inglês.CréditosEPA/Jerome Favre / LUSA

Uma nova investigação identificou o local de Londres onde o poeta e dramaturgo inglês William Shakespeare (1564-1616) viveu enquanto escrevia a obra Romeu e Julieta.

A investigação, conduzida pelo historiador Geoffrey Marsh durante dez anos, rebateu a tese segundo a qual o autor tinha vivido, entre 1597 e 1598, no local preciso da estação de metro de Liverpool Street, como até agora fora concluído, apontando para um local um pouco mais longe, na rua Great St. Helen, nas imediações da referida estação de metro.

O historiador, que é o director do departamento de teatro do Museu Victoria & Albert, de Londres, concluiu que Shakespeare foi inquilino da empresa Leathersellers, que detinha o comércio de peles na época isabelina, durante o período em que escreveu Romeu e Julieta – uma das suas obras mais famosas – noticiou a televisão pública britânica BBC.

«Poucos anos depois de se mudar de Stratford para Londres, estava a viver num dos bairros mais ricos da cidade, junto de personalidades poderosas, comerciantes internacionais ricos, médicos da sociedade e peritos musicais», afirmou Marsh, acrescentando que «viver num dos lugares importantes de Londres terá elevado a posição de Shakespeare» e que este «tentava obter um escudo de armas para a sua família e planeava comprar uma casa espectacular e cara em Stratfford».

O centro da cidade de Londres foi devastado por um incêndio em 1666 – o chamado Grande Incêndio de Londres – após o qual a zona onde residia Shakespeare foi completamente desenhada. Hoje, segundo a Lusa, é uma zona de edifícios de escritórios.

No próximo dia 25 de Abril o Centro Cultural de Belém, em Lisboa, organiza os «Dias da Música em Belém» sob o signo de Shakespeare, que pode consultar nas sugestões culturais que o nosso colaborador José António Gomes propõe para este mês de Abril.


com Agência Lusa