|cinema

Setúbal terá festival de cinema musicado ao vivo

Chama-se Film Fest e acontece em Outubro, com a presença de músicos como Tó Trips e Norberto Lobo. No total serão exibidos 21 filmes e entre as actividades paralelas há oficinas para famílias.

Tó Trips, dos Dead Combo, vai participar na 1.ª edição do Film Fest.
Tó Trips, dos Dead Combo, vai participar na 1.ª edição do Film Fest. Créditos / Glam Magazine

O Film Fest 2019 decorre de dez a 20 de Outubro, entre o Fórum Municipal Luísa Todi e o Cinema Charlot, em Setúbal. Organizado pela Câmara Municipal de Setúbal, tem como objectivo trazer para primeiro plano a relação entre a música e a imagem, atendendo a que a leitura do filme se altera consoante a banda sonora escolhida, com toda uma série de músicas inéditas.

Ao mesmo tempo, revela a autarquia num comunicado, o festival permite resgatar filmes esquecidos no arquivo, dar-lhes uma nova dimensão e, consequentemente, passar a mensagem que o cinema mudo deve continuar a ser visto como forma de arte e registo histórico cultural único.

«Este festival pretende desenvolver e expandir o formato tradicional do cine-concerto, criando encontros interdisciplinares, exibindo filmes reconhecidos do público» e, lê-se na nota, abordando simultaneamente o cinema de autor, «onde alguns dos realizadores quebraram as regras e apresentaram trabalhos quase sem diálogo, e em muitos casos sem som, cuja banda sonora original será tocada ao vivo».

Porque os filmes da era do cinema mudo nunca foram pensados para serem vistos em silêncio, a organização desafiou vários músicos e projectos musicais, como Tó Trips, Norberto Lobo, Maestro Jorge Salgueiro e o Coro Setúbal Voz, Rui Sidónio (vocalista dos Bizarra Locomotiva) como narrador do filme Inferno, Noiserv, Sara Ribeiro «A Negra», Mário Delgado e Jorge Moniz, O Manipulador, Charlie Mancini e Daily Misconceptions para a criação de bandas sonoras inéditas, proporcionando concertos singulares e irrepetíveis.

«As sessões serão acompanhadas por alguns dos melhores profissionais de música a nível nacional, mas também receberá filmes vencedores nos maiores festivais de cinema, como é o caso do filme Beautiful Things, que teve a sua estreia na 74.ª edição do Festival de Cinema de Veneza, onde arrecadou o prémio Melhor Filme Italiano, sendo uma estreia nacional como formato cine-concerto», refere-se no texto.

Esta apresentação contará com a presença de um dos realizadores, Giorgio Ferrero, também responsável pela banda sonora juntamente com Rodolfo Mongitore, que se farão acompanhar de quatro cantores e quatro violoncelistas.

Segundo a organização, o processo de selecção dos filmes procura dar a conhecer autores desconhecidos ou esquecidos do grande público, através de cópias restauradas – algumas recentemente redescobertas em arquivo cinematográfico – e «dar a conhecer o importante papel desempenhado por mulheres na indústria cinematográfica», sem esquecer obras e realizadores de cinema de animação e do cinema para o público mais jovem.

A Casa da Cultura e o Espaço 50'Cuts acolhem as actividades paralelas como conversas dedicadas ao cinema, oficinas de cinema para famílias e a exposição de Tó Trips, um dos guitarristas dos Dead Combo, «Eram os cartazes mais rápidos do mundo».

O festival terá um passe que dará acesso a todos os cine-concertos com o valor especial de 25 euros até 30 de Setembro. A partir de 1 de Outubro o valor do passe será de 35 euros. Os bilhetes estarão à venda a partir de 1 de setembro na Casa da Cultura, Cinema Charlot e Fórum Municipal Luísa Todi.

Tópico