Plenário e paralisação na CarrisTur dia 26 de Janeiro

Os trabalhadores da CarrisTur vão realizar um plenário/paralisação, no dia 26, para decidir que passos dar na luta pelo pagamento dos salários, conforme o CCTV, e pelo pagamento das verbas que lhes foram «roubadas» desde Fevereiro de 2016.

http://www.abrilabril.pt/sites/default/files/styles/jumbo1200x630/public/assets/img/carristur-contrataca-colectiva-ae.jpg?itok=B9m3LoUg
Os trabalhadores da CarrisTur estão em luta pela aplicação do CCTV e pelo pagamento das verbas que lhes foram retiradas
Os trabalhadores da CarrisTur estão em luta pela aplicação do CCTV e pelo pagamento das verbas que lhes foram retiradasCréditos

O plenário com paralisação que terá lugar no próximo dia 26, entre as 13h e 16h30, mostra que os trabalhadores da CarrisTur «não desistiram de lutar pelo pagamento dos salários constantes no contrato colectivo [de trabalho vertical; CCTV] e pelo pagamento das verbas retiradas desde Fevereiro» último, afirma numa nota a Federação dos Sindicatos dos Transportes e Comunicações (Fectrans/CGTP-IN).

Doze meses volvidos sobre «a suspensão unilateral da aplicação do CCTV por parte da CarrisTur, o Governo e a administração da empresa continuam a não pagar o que devem aos trabalhadores», pese embora tanto a administração como o ministério da tutela defenderem que «estão de acordo com a sua aplicação», sublinha a federação sindical.

A Fectrans defende, para além disso, que «tem de haver a abertura necessária, por parte da empresa e do Governo e, futuramente, da Câmara Municipal de Lisboa para a negociação de um Acordo de Empresa (AE)». Ou, então, «de uma vez por todas, que façam aplicar o AE da Carris a todos os trabalhadores da CarrisTur».

0 Comentários

no artigo "Plenário e paralisação na CarrisTur dia 26 de Janeiro