Televisão venezuelana junta jornalistas e analistas em questões internacionais

«Venezuela e Ucrânia, o mesmo guião»

Jornalistas e analistas comparam actual situação na Venezuela à tomada do poder pela extrema-direita na Ucrânia, em 2014.

http://www.abrilabril.pt/sites/default/files/styles/jumbo1200x630/public/assets/img/imgonline-com-ua-resize-fcd9z0k7jwon.jpg?itok=mbmgXKQC
Jovens manifestantes opositores entram em confronto com a Polícia Nacional Bolivariana, durante a «Marcha dos Avós». Caracas, 12 de Maio de 2017
Jovens manifestantes opositores entram em confronto com a Polícia Nacional Bolivariana, durante a «Marcha dos Avós». Caracas, 12 de Maio de 2017CréditosMiguel Gutierrez / EPA

O jornalista alemão André Scheer, do periódico Junge Welt, afirmou à televisão estatal venezuelana que o que se está a passar no país latino-americano é em tudo semelhante à operação levada a cabo na Ucrânia, em 2014, que levou à tomada do poder por sectores da extrema-direita.

De acordo com a Telesur, Scheer recordou que «na Venezuela também havia manifestações pacíficas da oposição, com reivindicações concretas, mas a cada dia estão a ser substituídas por focos de violência, cortes de estradas, assassinatos selectivos. É evidente que há um paralelismo [com a situação da Ucrânia] e devemos questionar: a quem serve? Quem está por detrás da violência?».

O jornalista alemão considera que, «tanto na Ucrânia como na Venezuela», o que está em causa são «governos que não cumprem a vontade dos impérios».

No mesmo programa especial, a advogada e analista Laila Tajeldine fez uma retrospectiva aos acontecimentos da Ucrânia, em 2014, lembrando que as «formações neo-fascistas» eram financiadas por forças estrangeiras e que «também vieram a promover acções violentas nas ruas».

Logo nos primeiros meses de 2014, uma das primeiras decisões das novas autoridades ucranianas foi ilegalizar, não só o Partido das Regiões de Yanukovich, mas também o Partido Comunista da Ucrânia.

0 Comentários

no artigo "«Venezuela e Ucrânia, o mesmo guião»